Home > Soy Sauce Museum > A história do molho de soja > A história do molho de soja
  • English
  • Chinese(China PRC)
  • Chinese(Taiwan)
  • Spanish
  • Portugal

A história do molho de soja

No decorrer da história da humanidade, as pessoas tanto do oriente como do ocidente têm inventado muitas técnicas para preservar os alimentos. Nesse processo, as pessoas aprenderam que ao preservar a comida com sal elas podem não somente mantê-la em estado comestível por mais tempo, mas também, melhorar o sabor devido à ação dos microorganismos na quebra das proteínas, que resultam em componentes que dão mais sabor ao alimento.
Desde os tempos antigos, os chineses tem utilizado a palavra Jiang ou Sho, como é pronunciado em japonês, como referência a tal condimento.
Shoyu, ou molho de soja, é desenvolvido a partir desse condimento Sho.

Sho foi produzido a partir de ingredientes como carnes, frutos do mar, vegetais e grãos, dos quais o último provou ser o mais fácil de se produzir, manter com segurança e manipular em grande escala. Como resultado, o Kokusho feito de grãos, particularmente de soja e trigo, se popularizou e as técnicas de produção do Kokusho foram transmitidas da China para os países vizinhos. O condimento Kokusho é considerado o antecessor do atual molho de soja.

Com a introdução do Sho no Japão, foram desenvolvidas técnicas únicas de refinamento. Em meados do século XVII, o atual processo de produção do molho de soja já havia sido desenvolvido e se espalhado por todo país.